Notícias

Braskem e AkzoNobel: trabalhadores garantem acordo de jornada por mais uma ano

Conquista ganha maior dimensão diante da entrada em vigor da Reforma Trabalhista, que destrói benefícios e direitos

Os trabalhadores das empresas Braskem e AkzoNobel unidade Santo André aprovaram em assembleia a renovação do acordo de jornada de trabalho, que garante esse direito por mais um ano, mesmo com as mudanças previstas na Reforma Trabalhista.

As assembleias foram realizadas pelo Sindicato nesta segunda, 6, na Braskem, e nesta terça-feira, na AkzoNobel Santo André.

Os dirigentes do Sindicato também discutiram a proposta de acordo para a Convenção Coletiva 2017 do Setor Químico, que estabelece a manutenção dos direitos sociais por mais um ano e aplica como reajuste nos salários, Piso e PLR Mínima o índice cheio da inflação do período, segundo o INPC/IBGE. A proposta foi aprovada pela assembleia geral do Sindicato (leia abaixo).

Tanto a renovação do acordo de jornada como a renovação dos direitos sociais na Convenção Coletiva firmados dias antes da entrada em vigor da Reforma Trabalhista são conquistas muito importantes para os trabalhadores, na medida em que impedem retrocessos de direitos.

Como bem observa o presidente do Sindicato, Raimundo Suzart, "será a Convenção Coletiva que nos protegerá a partir do dia 11, porque podem esquecer a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), ela foi destruída pela Reforma Trabalhista".

O índice de inflação do período (nov/2016 a out/2017) será divulgado na próxima sexta-feira, dia 10.

Leia também:

Campanha Salarial 2017: negociação garante manutenção dos direitos e reajuste pela inflação

CUT convoca paralisação contra a Reforma Trabalhista de Temer para o dia 10 de novembro

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: